Gammon promove JERA com foco na história do colégio e da cidade

IMG_1751
Café com a Direção
17 de maio de 2017
IMG_9515 [50%]
Palestra: “Valores: vale a pena pensar nisso?”
19 de maio de 2017

Gammon promove JERA com foco na história do colégio e da cidade

Instituto promove jogos estudantis com foco na história de Lavras-min

O Instituto Presbiteriano Gammon promove a primeira edição do JERA entre 12 de maio e 12 de junho 

Lavras tem motivos de sobra para respeitar sua própria história. Com esse intuito, o Instituto Presbiteriano Gammon (IPG) – uma das principais e mais antigas instituições de ensino da cidade – promove até o dia 12/6 a primeira edição do JERA – Jogos Estudantis de Realidade Alternativa, tendo como um dos objetivos centrais ensinar aos estudantes um pouco mais da história de Lavras e sobre a história do colégio.

Com pouco mais de 100 mil habitantes, Lavras completa este ano 185 anos de fundação. Sua história se confunde com a do IPG, que caminha para seus 150 anos, pouco mais de três décadas de diferença. “O JERA foi criado para unir a história do Gammon com o aprendizado dos alunos”, comenta o professor e diretor do Gammon, Alysson Massote Carvalho. “É evidente a relevância histórica e cultural que o Instituto Presbiteriano Gammon tem com a cidade de Lavras e com o Brasil, mas muitos dos novos alunos ainda não conseguem vivenciar essa conexão com o passado do Gammon. A intenção é que essa ligação seja explorada por meio dos jogos”, explica.

Estruturado para acontecer ao longo dos meses de maio e junho, o JERA preparou alguns desafios para os alunos, que os levem a refletir sobre a história e os valores tanto do Gammon quanto da cidade. O projeto envolve alunos dos sextos e sétimos anos, que se organizarão em equipes e participarão de caças ao tesouro. “Serão 8 desafios, divididos em 4 temas principais: Esporte, Valores morais, Sucesso e personalidades e Família e comunidade”, conta o professor. Entre os desafios, estão a história de um ex-aluno do Gammon que chegou à presidência da República e um trecho do Hino de Lavras. “Contar mais do que isso estragaria o jogo”, brinca Carvalho.

O Hino da cidade, inclusive, tem outra ligação com o IPG: Vanda Amâncio Bezerra Mendes, a Dona Vandinha. Ex-aluna do Gammon e funcionária desde 1953, Dona Vandinha, sua família e amigos viram tanto a cidade quanto o IPG prosperarem. Dona Vandinha é uma grande amiga de Azená Oliveira, a autora do Hino de Lavras. Hoje coordenadora do museu do Gammon, o Pró-memória, Dona Vandinha trabalha para manter a história viva. “Me dá muito prazer levar o nome do Gammon para a comunidade”, comenta a professora.

Os jogos já começaram e a expectativa é de que seja um sucesso. Ao final do projeto, as equipes que mais se destacarem e acumularem pontos ao longo dos desafios serão premiadas. “Acreditamos que o JERA será uma oportunidade perfeita para atrair a atenção dos jovens para a riqueza cultural de Lavras. Em uma cidade com 185 anos de acontecimentos, é muito importante garantir que os nossos jovens saibam e respeitem a nossa trajetória – afinal, eles serão responsáveis pelos nossos próximos anos de história”, finaliza o diretor.

Confira as publicações: